terça-feira, 31 de agosto de 2010

Louise Hay afirmações,bom demais.

Afirmações Positivas para a PROSPERIDADE - Louise Hay
Afirmações Positivas para a PROSPERIDADE - Louise Hay
Sou um Ímã que atrai riqueza. Todas as formas de prosperidade chegam a mim.

Penso que mereço as melhores coisas da vida.

Onde quer que eu trabalhe, sou profundamente admirado e bem-remunerado.

Hoje é um dia maravilhoso. O dinheiro chega a mim tanto de maneiras previstas como inesperadas.

Tenho escolhas ilimitadas. As oportunidades estão por toda parte.

Acredito que estamos aqui para nos abençoarmos e nos ajudarmos a prosperar. Esta crença se reflete em todos os meus atos.

Ajudo os outros a se tornarem prósperos e a Vida me devolve esta ajuda de formas extraordinárias.

Amo o trabalho que faço e sou bem-remunerado por ele.

É um prazer lidar com o dinheiro que ganho. Poupo uma parte e gasto outra.

Vivo num Universo de amor, abundância e harmonia, e agradeço por isso.

Desejo me abrir para a prosperidade ilimitada que existe em toda parte.

Uso o dinheiro que ganho em coisas que me fazem feliz. Deixo a maior prosperidade possível entrar em minha vida.

Irradio sucesso e prosperidade onde quer que eu esteja.

A Vida satisfaz todas as minhas necessidades com grande abundância. Confio na Vida.

A Lei da Atração só traz coisas boas para a minha vida.

Mudo os pensamentos de pobreza em pensamentos de prosperidade, e as minhas finanças refletem essa mudança.

Alegro-me com a segurança financeira que é uma constante em minha vida.

Quanto mais sinto gratidão pela riqueza e abundância em minha vida, mais motivos descubro para agradecer.

Expresso gratidão por todo o bem que há em minha vida. Cada dia traz novas e maravilhosas surpresas.

Pago minhas contas com amor e me alegro ao preencher cada cheque. A abundância flui livremente através de mim.

Neste exato momento, há muita riqueza e poder ao meu dispor. Escolho sentir que os mereço.

Mereço o melhor e aceito o melhor agora.

Liberto-me de toda resistência ao dinheiro e permito que ele flua alegremente para minha vida.

o meu bem chega de todas as partes e de todos.

A Vida satisfaz todas as minhas necessidades com grande abundância.
Confio na Vida.

Louise Hay é precursora na metafisica ,vamos conhecer.

Metafísica da Saúde

 Segundo a psicóloga americana Louise Hay, todas as doenças que temos
são criadas por nós. Afirma ela, que somos 100% responsáveis por tudo de ruim
que acontece no nosso organismo.
Toda doença tem origem no estado de não-perdão', 
A seguir, você vai conhecer
uma relação de algumas doenças e suas prováveis causas,
elaboradas pela psicóloga Louise. Reflita, vale a pena tentar evitá-las:
 
DOENÇAS / CAUSAS:
 
AMIGDALITE: Emoções reprimidas, criatividade sufocada.
 
ANOREXIA: Ódio ao externo de si mesmo.
 
ARTERIOSCLEROSE: Resistência. Recusa em ver o bem.
 
ARTRITE: Crítica conservada por longo tempo.
 
ASMA: Sentimento contido, choro reprimido.
 
BRONQUITE: Ambiente de família inflamado. Gritos, discussões.
 
CÂNCER: Mágoa profunda, tristezas mantidas por muito tempo.
 
COLESTEROL: Medo de aceitar a alegria.
 
DERRAME: Resistência. Rejeição a vida.
 
DIABETES: Tristeza profunda.
 
DIARRÉIA: Medo, rejeição, fuga.
 
DOR DE CABEÇA: Autocrítica, falta de autovalorização.
 
ENXAQUECA: Medos sexuais. Raiva reprimida. Pessoa perfeccionista.
 
FIBROMAS: Alimentar mágoas causadas pelo parceiro.
 
FRIGIDEZ: Medo. Negação do prazer.
 
GASTRITE: Incerteza profunda. Sensação de condenação.
 
HEMORROIDAS: Medo de prazos determinados.Raiva do passado.
 
INSONIA: Medo, culpa.
 
MENINGITE: Tumulto interior. Falta de apoio.
 
NÓDULOS: Ressentimento, frustação. Ego ferido.
 
PELE (ACNE): Individualidade ameaçada. Não aceitar a si mesmo.
 
PNEUMONIA: Desespero. Cansaço da vida.
 
PRESSÃO ALTA: Problema emocional duradouro não resolvido.
 
PRISÃO DE VENTRE: Preso ao passado. Medo de não ter dinheiro suficiente.
 
PULMÕES: Medo de absorver a vida.
 
QUISTOS: Alimentar mágoa. Falsa evolução.
 
RESFRIADOS: Confusão mental, desordem, mágoas.
 
REUMATISMO: Sentir-se vitima. Falta de amor. Amargura.
 
RINITE ALÉRGICA: Congestão emocional. Culpa, crença em perseguição.
 
RINS: Crítica, desapontamento, fracasso.
 
SINUSITE: Irritação com pessoa próxima.
 
TIROÍDE: Humilhação.
 
TUMORES: Alimentar mágoas. Acumular remorsos.
 
ÚLCERAS: Medo. Crença de não ser bom o bastante.
 
VARIZES: Desencorajamento. Sentir-se sobrecarregado.
 

Eu indico o site

www.culturaecletica.com.br

Professor Luiz Carlos de Mello - Luiz Mello

  Biologo - Parapsicologo - Eclético - Terapeuta Holistico - Master Neurolinguistica  
  Escritor esoteroespiritualista - Master em reiki - Fitoterapeuta - Terapeuta Floral  
  Terapeuta Ortomolecular - Quiropratico - Massoterapeuta  
  Terapeuta de vidas passadas  

.METAFISICA DA SAÚDE É A PORTA PARA RESOLVER COM SABEDORIA.

METAFISICA DA SAÚDE

por
Paulo Roberto de Araujo - contato@meuterapeuta.com.br

A maior parte das pessoas atribui a sorte ou ao azar, ao acaso ou a um poder superior, a causa e o comando de tudo que lhes acontece na vida. Assumem posturas internas, se tornando vítimas da situação.

A metafísica da saúde vem nos mostrar que 99% das situações de doenças são causadas por padrões de comportamento e pensamento que trazemos com nós mesmos. Até o padrão familiar, muitas vezes passando de pai para filho, causa desequilíbrios emocionais e físicos. Muitas vezes, o filho não desenvolve a doença que existe em família por causa do padrão de pensamento e comportamento diferenciado dos demais. Isso quer dizer que o indivíduo pode ter a tendência, mas não desenvolve pela maneira de ser.

Na metafísica, acredita-se nos registros subconscientes, onde fica gravado o conteúdo vivido em vidas passadas que serve de fonte de consciência. Exerce significativa influência nas atividades mentais. Desempenha importante função como arquivo do que você já validou e escolheu como verdade.

Sistema Respiratório

Significa inspirar e expirar. O processo expressa a capacidade de absorver e se expor, ao âmbito de troca, do dar e receber. Se a pessoa lidar bem com isso em sua vida, seu sistema respiratório será saudável. Para amenizar os problemas respiratórios, é necessário que você se abra para a vida e aprenda a absorver o que está acontecendo à sua volta.

Ritmo respiratório reflete o estado emocional:

Em pessoas ansiosas, a respiração é rápida e curta. Com medo, há um intervalo entre a inspiração e aumento da expiração. Com pânico, a respiração é com ritmo descompensado. Com dificuldade de integração profunda com as situações, a pessoa não consegue respirar, vai até a metade da respiração.

Padrões de comportamento e seus distúrbios:

Renite: Pessoas que reagem de forma exagerada nas situações da vida. Na vida, tudo tem que dar certo. Cobram muito de si mesmo. Adotam um comportamento exemplar. Tem tendência à culpa e isolamento. Demonstram indiferença aos conflitos, porém se abalam interiormente. Responsáveis pelo que deu errado e cobram de si. Abalam-se com as situações que o rodeiam e que não deram certo; são perfeccionistas.

Renite Crônica: Pessoas que demonstram rigidez, desejo inconsciente de afastar pessoas.

Renite Alérgica: Pessoas que estão em constante estado de alerta ao que pode acontecer a sua volta. Têm insegurança e medo em relação ao futuro ou ao desfecho de uma situação.

Sinusite: Pessoas que esperam muito dos outros, geram expectativas e se decepcionam. Sentem profunda irritação com alguém bem próximo. Durante a relação afetiva, ambos se revelam um para o outro, onde pode surgir a decepção; quem se abala é a parte que levou uma série de sonhos para o relacionamento.
No caso de criança, é quando a mesma se decepciona com os pais. Pessoas que em vez de expressar de alguma forma o que sentem, preferem omitir esse sentimento, para se fazer de boa companheira. Ou aquelas que vivem falando e não são ouvidas e ficam irritadas por não receberem atenção. Estados de indignação.

Monica Symphoroso
Terapeuta holística
http://br.geocities.com/monica_holistica

VAMOS OUVIR O QUE NOSSO CORPO FALA.

 O corpo fala
O formato dos quadris, a largura dos ombros, o tamanho dos seios e a presença ou não de celulite e estrias têm significados diferentes que correspondem ao modo de ser de cada pessoa. Aprenda a desvendá-los

CIBELE CARBONE
Você sabia que mulheres de seios grandes são acolhedoras e protetoras e que as de bumbum proeminente são autoritárias e individualistas? Pois acredite: seu corpo fala, basta ficar atenta. "A linguagem corporal é uma técnica que analisa de que forma nossa mente projeta na silhueta características de como encaramos o mundo a nossa volta", explica a especialista Cristina Cairo, do Instituto Linguagem do Corpo, em São Paulo.
Utilizando conhecimentos da medicina oriental (que acredita na força das emoções), da medicina psicossomática (que mostra como a mente desencadeia algumas doenças) e da neurolingüística (ciência que estuda a influência da linguagem sobre o cérebro e o comportamento), a expert garante que é possível fazer um mapa da nossa estrutura e, a partir dele, traçar a personalidade de um indivíduo. "Você pode se autoconhecer, se compreender e melhorar aspectos da sua vida profissional e pessoal", diz Cristina, autora do livro Linguagem do Corpo 1 e 2 (Editora Mercuryo).
Decifre sua forma física
O significado isolado de cada parte do contorno ajuda a entender as pessoas, mas é a leitura completa - que abrange todos os pedacinhos, do pé até o cabelo - que mostra realmente como elas são e quais suas angústias. Pronta para descobrir o que seu corpo tem a dizer?
BUMBUM ACHATADO
Quem se encaixa nesse grupo aparenta ter uma personalidade forte, mas na realidade é muito insegura emocionalmente e vive sob o comando alheio, se anulando constantemente. É carente, tem medo da solidão e teme tomar suas próprias decisões. Costuma abrir mão de suas vontades para agradar aos outros na tentativa de mantê-los por perto.
BUMBUM GRANDE
Em geral as popozudas são autoritárias e defendem os seus prazeres em primeiro lugar. Impõem suas vontades e não ligam para o que os outros vão dizer. Individualistas e um tanto quanto narcisistas, acreditam que o mundo tem que girar ao seu redor.
SEIOS GRANDES
Mãezona, essa é a principal característica das donas de seios avantajados. Esse tipo de mulher gosta de proteger e acolher os que a cercam, atende às necessidades dos que a solicitam, mas se magoam facilmente.
SEIOS PEQUENOS
Independência e liberdade são as palavras-chave desse time composto por aquelas que não aceitam ficar presas a absolutamente nada. Sempre se colocam em primeiro lugar e são tidas como autoritárias e egoístas.
QUADRIS LARGOS
Essas mulheres também são maternais e protetoras, porém mais sensuais e atraem instintivamente o sexo oposto, pois os homens as vêem como parceiras ideais para ter filhos e um relacionamento duradouro. Se apresentar ombros estreitos, não brigará por seu espaço. Já se o ombro for largo, haverá um conflito entre os sentimentos de cuidar do próximo e querer viver livremente.
QUADRIS ESTREITOS
Segura de si e ousada, não teme lutar pelo que quer. Se os ombros forem da mesma largura dos quadris ou mais largos, sua independência será acentuada. Mas atenção: tanto furor pode levar a uma auto-sabotagem no campo amoroso, fazendo com que só atraia homens que não querem compromisso para não perder a liberdade. Se apresentar ombros estreitos, ficará em dúvida entre ser ou não independente.
BARRIGA SALIENTE
Quem as tem costuma ser rebelde e teimosa, entretanto falta atitude para resolver os problemas. A conseqüente frustração leva ao acúmulo de sentimentos mal resolvidos na região do abdômen. Como diz a expressão, esse tipo de pessoa vive empurrando as coisas com a barriga.

MUITO INTERESSANTE O LINGUAGEM DO CORPO..CONHEÇA A MESTRA CRISTINA CAIRO.



Linguagem do Corpo


Apesar dos avanços das ciências médicas, a doença ainda tem aspectos desconhecidos para nós. A grande maioria de nossos males é determinada não pelo que nosso corpo sofre, mas pelo que acreditamos e pelas nossas emoções. Por isso, a cura precisa ser buscada na mente antes de materializar-se no corpo. Nesse original levantamento das verdadeiras causas das doenças, a autora mapeia os males mais comuns, as áreas do corpo que atingem, e as emoções ou conflitos que os provocam, sugerindo exercícios e uma maior consciência de nosso corpo. Grande sucesso de vendas, já em sua 30ª edição.


Linguagem do Corpo 2 - Beleza e Saúde


Neste livro você encontrará ensinamentos das antigas civilizações extintas, capazes de transformar sua vida psicológica e seu corpo físico. Com pesquisas em sociedades secretas e estudos científicos, Cristina revela como o nosso inconsciente individual e coletivo se comunica através do corpo, das cores, dos alimentos e de fenômenos em nosso ambiente. Aqui você terá a dádiva de conhecer e aplicar a sabedoria oriental milenar, que a autora transmite em palestras e cursos, realizando curas, emagrecimentos e eliminação dos problemas estéticos. Seu corpo é a projeção da sua mente. Você pode curá-lo! Pratique o que está neste livro! Acompanha encarte com o Mapa do Corpo Humano.


Linguagem do Corpo - Acabe com a Obesidade


A relação entre a mente e o corpo resulta em equilibrio e bem-estar ou nas doenças psicossomáticas, dentre as quais está a obesidade, um dos grandes males que afligem nossa época. Cristina Cairo resgata, com grande pesquisa e espírito científico, o milenar conhecimento da medicina chinesa, hoje cada vez mais compreendido e aceito pela ciência ocidental. Acompanha CD.


Linguagem do Corpo - Dor de Cabeça


Este livro oferece a solução para o problema que tanto aborrece, que fez você empreender uma verdadeira maratona em busca de consultórios médicos, várias terapias, chegando talvez até a terapias alternativas. E nada resolveu. Experimente a proposta de Cristina Cairo. Se você realmente se der a oportunidade, vai se livrar da dor de cabeça para sempre. Este livro é acompanhado de um CD de relaxamento, para você interiorizar e praticar a solução oferecida.
 

INTERESSANTE A EPLICAÇÃO SOBRE DOENÇA E LINGUAGEM DO CORPO.

Doenças Psicossomáticas, uma linguagem corporal


Luise de Souza Cozzolino Soares



Doenças Psicossomáticas, uma linguagem corporal


             Inicialmente, cabe falarmos um pouco, sobre o que é a doença e abordagem psicossomática.
A doença, qualquer que seja ela, vai estar “presa” ao corpo. Este mesmo corpo que ao nascer, foi tratado (espera-se), com todo carinho e atenção. Pensemos um pouco, que este alguém que se dedicou a nós quando nascemos e também durante o nosso crescimento, nos deu carinho, afeição e amor (na maioria das vezes, nossa mãe) deixou em nós marcas profundas e que na certa, todos carregamos por toda a vida. Quando tais sentimentos, não foram proporcionados pela mãe, certamente o foram por outra pessoa.
Toda criança desperta em nós bons sentimentos. Uma criança possui uma força enorme, no sentido de mobilizar-nos emocionalmente; isso para não irmos um pouco mais adiante e dizermos, lembrando que “a criança é o pai do homem”.
Quando ficamos doentes, de certa maneira, voltamos ou tendemos voltar à condição de crianças; numa linguagem mais técnica, regredimos; ficamos mais “dengosos”, queremos atenção, consideração, cuidados, etc. Com tudo isso, quer dizer que quando adoecemos “procuramos” nossa mãe.
Assim ,quando somos crianças, somos fortes, conseguimos “seduzir  adultos; temos um poder de persuasão muito maior do que quando nos tornamos adultos. Aqui, quando adultos, a doença pode, e às vezes assume as rédeas da sedução do outro. Quantas vezes, vemos pessoas doentes, que se aproveitam dessas doenças para obterem pequenos favores ou comodidades.
Quase sempre, “procuramos” as doenças das quais somos portadores. Esse procurar, no entanto, não é claro nem explícito pois, ele se mascara, escondendo-se atrás de sintomas, emoções e sentimentos.
Inúmeros são os sintomas que parecem ser de alguma doença orgânica e que na realidade, correspondem a uma manifestação corporal de depressão.
Conceitos e visões entrelaçam-se no conceito da doença. A visão centrífuga durante muitos anos, deu conta de explicações que tentavam justificar que o surgimento de uma doença é momentâneo e imediato e que seus males se disseminam pelo corpo, cabendo, então, a extirpação imediata da doença ou do órgão por ela afetado. Podem-se exemplificar inúmeras doenças; entretanto, citaremos algumas: problemas cardíacos; gastrites e úlceras. Neste tipo de visão de doença, uma gastrite tem seu início e eclosão no próprio estômago ou órgãos desse sistema. Uma doença do coração, tem seu foco de início no próprio órgão enquanto a úlcera tem como local de origem o estômago ou duodeno.
A visão centrípeta sobre o conceito de doença, procura não relacionar o órgão ou local onde a doença se mostra, como origem necessária dessa doença. O local, órgão ou região onde surge a doença ou os seus sintomas, se limitará apenas em ser o seu ponto de manifestação física. O que isso significa ? Esta doença, ora manifestada num determinado órgão, está sendo a expressão de situações ligadas a todo o contexto vivido pelo seu portador. Estamos, sem dúvida, falando de contextos nos quais se ligam emoções, sentimentos, afetos. Quando nos referimos o contexto vivido, ligado a emoções, sentimentos e afetos o tempo passa a ter grande significado. Estamos dizendo que esta determinada úlcera ou este problema cardíaco ou até mesmo uma gastrite, pode ter se iniciado por sentimentos de alguma perda afetiva, raivas reprimidas, enfim emoções que, no passado deixaram de ser expressadas de forma natural, espontânea. Em tais exemplos, cabe lembrar, não se encontra em questão, doença que apresentam a hereditariedade como causa.
Muitos médicos, atualmente, têm começado uma busca nos sintomas das doenças, através do Homem, da pessoa como um todo. Contudo, a Medicina, ainda mantém uma tendência a visualizar o doente, como algo passivo, como alguém que está ali para ser paciente, portanto, é a condição daquele que é portador de um mal, uma doença.
A pessoa doente ou com alguma sintomatologia, não representa, na visão psicossomática, uma pessoa inerte; em outras palavras, ela não é um doente, e, sim, uma pessoa que tem alguma doença. Isso é diferente. Enquanto alguém tem uma doença, significa que também tem coisas nele, não doentes, enquanto, se este alguém é doente, fica implícito que é toda doença.
Quanto a definição de psicossomática, é ao mesmo tempo uma filosofia – porque envolve uma visão de ser humano, uma maneira de definir o ser humano – é uma ciência que tem como objeto os mecanismos de interação entre a dimensão mental e a dimensão corporal.
De certa forma a Psicossomática também é uma prática clínica, cujo conjunto teórico muito se aproxima dos conteúdos das disciplinas Psicologia Médica e Psicologia Hospitalar.
Passamos agora pelo doente, Mac Lean, considera que os doentes psicossomáticos são incapazes de verbalização conveniente, pois suas emoções não estão ligadas aos processos intelectuais, e, por esse motivo as tensões se descarregam sobre o hipotálamo pelo sistema neurovegetativo, provocando as psicossomatizações.
Nas biopatias, que segundo a Escola Européia de Orgonomia, tem sua origem antes do nascimento. A emoção “medo” já está presente no plano verbal, e quando não há nenhuma manifestação somática, a emoção fica reprimida na consciência, mas presente no organismo. A evolução é imprevisível e depende de fatores desencadeantes, como por exemplo, stress físico ou emocional. Assim nas biopatias  todo organismo está implicado, a doença invade o corpo.
Estudos apontam para uma ligação entre o estado mental e doença, com indícios convincentes de que o sistema imunológico poderia ser um importante elo entre o cérebro e a saúde física.
Segundo  Goleman. D, o sistema imunológico é o meio através do qual o organismo se defende de doenças infecciosas e do câncer. Tem duas tarefas primárias: distinguir entre células “próprias” e células  “não próprias” e, em seguida, destruir, neutralizar ou eliminar substâncias estranhas identificadas como não próprias, que naturalmente não fazem parte do organismo.
Inúmeras são as doenças que afligem o indivíduo, desencadeadas ou não pelo seu emocional. After-me-ei em algumas, iniciando pelo CÂNCER.
         Nos Estados Unidos, têm surgido há algum tempo, muitos questionamentos que dão conta do Câncer enquanto doença cercada por questões afetivo-emocionais. No organismo vivo, cada célula, ou melhor, cada grupo celular específico, possui funções próprias, que são muito específicas, para aquele tipo de função desempenhada por aquele órgão. Como é de se esperar, todos os nossos sentimentos, afetos e emoções impregnam essas células. Senão, vejamos: quando ficamos com raiva, nosso organismo fica pronto ou para “fugir” ou para “lutar”, quando temos raiva, contraímos; nossos músculos ficam tensos, enquanto quando sentimos alegria, tranqüilidade, ocorre um abrandar dessas energias.
Existem Estudos que comprovam que pessoas mais fechadas, mais tensas e chegadas ao isolamento, tendem mais a desenvolverem quadros de tristezas, depressões e pessimismos. Seus corpos “sabem” o que as emoções lhes pedem e respondem com  “obediência” , dando como resposta, quem sabe, uma cefaléia (dor de cabeça), uma gastrite (dor  no estômago produzida por inflamação) ou quem sabe, uma doença do coração.
Às vezes, o que o corpo executou, não foi suficiente para redimir a pessoa da culpa, sobrevindo doenças mais graves, talvez, como uma desordenada proliferação de células defeituosas. Aliás, já foram comprovados em Estudos, que tais células sofrem um controle contínuo por nosso Sistema de Defesa Imunológico, que tem como finalidade, impedir uma produção desordenada de células anormais. Todos os componentes de nosso Sistema de Defesa Imunológico, ao que parece, estão ligados às emoções e sentimentos.
Um câncer, não se formou naquele momento, ou dias antes de ter sido detectado. Muitas vezes, ou na maioria das vezes, o seu desenvolvimento e evolução tiveram início muitos meses ou anos atrás, momento em que, “enviamos uma mensagem” para nosso Sistema Imunológico “ordenando” que algo deveria ser feito naquele sentido. Falta de carinho, distanciamento de afetos, ou quem sabe, raivas “incubadas” durante muitos anos, ocasionaram um proliferar desordenado de células ou grupos celulares.
        Em se tratando de CORAÇÃO, a questão parece mais clara. Não há quem deixe de perceber seu coração acelera diante determinadas situações emocionais, bem como de atribuir alguma representação simbólica a ele, investindo-o, pois, de um significado subjetivo. Não obstante, os caminhos e a maneira através dos quais as emoções repercutem no coração.
Situações de ansiedade estimulam através do hipotálamo – a liberação de catecolaminas e corticosteróides, seja por ação direta do sistema simpático, seja por ação indireta sobre as supra-renais. Algumas dessas substâncias repercutem sobre o aparelho cardiovascular – elevação de freqüência cardíaca, da pressão arterial, vaso constrição periférica e outras reações.
Fazem também referência ao aparecimento de manifestações cardiovasculares desencadeadas por fatores emocionais; entre elas a doença coronariana e a hipertensão arterial, que são as mais comuns do mundo moderno.
          E DOENÇAS DE PELE, acontecem ? A pele é um órgão particularmente fascinante, e as doenças de pele possa se enquadrar entre as biopatias do sistema nervoso, pois o sistema nervoso origina-se no ectoderma do embrião.
Ela é ao mesmo tempo intimamente privada e notavelmente pública, é a interface final entre o eu e o outro – o nosso mundo interior e o mundo externo. Acaba sendo o portal através do qual sentimos o mundo e pela quais nossas primeiras sensações aconteceram – o TOQUE – ao nascermos.
Como o maior órgão do nosso corpo (esticada, tem cerca de 2 metros quadrados), a pele é a primeira linha de defesa contra o ataque constante de micróbios, traumas físicos e elementos ambientais irritantes.
Pode-se esperar que um órgão tão complexo, traduza problemas emocionais em sintomas físicos ?
Os estudiosos tendem a afirmar que alguns problemas são causados por estresse, conflitos concernentes a sentimentos e impulsos hostis – agressivos, já que a hostilidade seria reprimida devido a sentimento de culpa. Bem como, há situações em que o contato, a carícia forem insuficientes, provocando uma erotização da pele.
As doenças dermatológicas consideradas biopatias primárias e que tendem a ter forte componente emocional são: eczema constitucional, psioríase, dermatite de herpes, alopecia (queda de cabelo em certas zonas), línquem, liquitose (pele de peixe), causando em algumas situações muito constrangimento à pessoa, desfavorecendo sua auto-imagem, até por ser uma doença fisicamente visível.
Nesse momento não é somente primordial dissertarmos as inúmeras doenças e suas causas, mas também termos consciência se contribuímos para o desencadeamento delas, como ? estressados, insatisfeitos, culpados ...Percebemos que o nosso organismo não está separado de nossas experiências e que aquilo que vivemos -  nossos pensamentos, sentimentos, necessidades e crenças- tem uma repercussão no funcionamento de nosso corpo.
         A doença vem deflagrar algo a respeito de nós mesmos e de nossas vidas
 

BIBLIOGRAFIA

    Goleman, Daniel & Gurin, Joel, Equilíbrio Mente e Corpo, Editora Campos, 1977, RJ
    Lemgruber, V, Caderno de Psicopatologia, Dep. De Psicologia, PUC, 1997, RJ
    Graeff, G, F & Brandão, L. M, Neurobiologia das Doenças Mentais
    Keleman, S, Realidade Somática, Summus Editorial, 1994, SP.

domingo, 29 de agosto de 2010

Salmos 91

Saudade - Miguel Falabela

Águia e sua História LINDO VÍDEO CLIP

Acorde para vencer

ACIMA DOS LIMITES - SUPERAÇÃO - SUCESSO PROFISSIONAL

Susan Boyle Vers exemplo de superação:por Altamiro

Força da superação! Emocionanteeeeeeee!!!

Até onde vai o seu limite?

Motivação - Supere-se! - www.editoraquantum.com.br

Era do Gelo II - foco e metas

Acredite em você.

BOM,RUIM, ASSIM, ASSIM - Narrado Por Pedro Bial

Mude - Pedro bial

Napoleon Hill - A Ciência do Sucesso

Valcapelli nos explica sobre A metafísica da Sáude,vale a pena ler.

ROMOTERAPIA, METAFÍSICA E AUTO-AJUDA

(Matéria publicada na Revista Terapias Holísticas  
Ano I - Nº 02 - sessão Energia & Mente - págs. 32 à 37)
Criando vida... 
Metafísica da Saúde
Valcapelli

Quem já não ouviu falar sobre as doenças psicossomáticas? Mas, como se dá a transposição da enfermidade corpo físico? Essa é a chave para a verdadeira saúde.

Valcapelli
A condição interna do ser humano é um fator determinante para a saúde do corpo. Quando esse é afetado por alguma doença, sem dúvida existe algum conflito desestabilizando o quadro emocional da pessoa. As pesquisas sobre a causa metafísica das doenças objetivam exatamente a compreensão da origem dos males físicos, possibilitando ao doente um recurso de auto ajuda. E tudo isso segue paralelo ao tratamento clínico, indispensável para a breve recuperação do organismo afetado pela doença. 
Apesar das pesquisas metafísicas não serem de cunho científico, elas têm sido recebido com grande simpatia por muitos profissionais da área de saúde, pois abordam fatos facilmente observados em seus consultórios, durante o contato com os enfermos. Muitos médicos, além de simplesmente diagnosticar doenças, mantêm uma boa relação médico-paciente. Esse procedimento é de máxima importância. Não basta conhecer o histórico físico da pessoa - também é necessário tratá-la com humildade, reconhecendo as angústias e medos que a doença pode desencadear naquele ser. O médico que adota essa conduta é benquisto pelos pacientes, e tal procedimento conta muito na hora de escolher com qual profissional a pessoa irá se tratar. Essa atitude por parte do médico acaba ajudando o paciente a entrar em contato com suas emoções para identificar as principais dificuldades, medos e receios que criam uma espécie de ressonância com certos males físicos. O médico pode inclusive averiguar a veracidade de suas descobertas sobre a condição emocional que provoca a somatização da doença no corpo.
Os estudos acerca do emocional desencadeador dos males físicos não põem a baixo os caminhos orgânicos das doenças; apenas acrescenta, desvendando a condição interna do doente.

E nem tampouco descarta a necessidade de tratar o órgão adoecido. É importante observar que, quando existe a somatização no físico, há a necessidade da ação medicamentosa ministrada pelos médicos.

As descobertas sobre a causa metafísica das doenças representam um recurso a mais para sanar o mal do corpo por meio da reformulação interior - afinal, o maior aval das causas metafísicas das doenças é dado pelas próprias pessoas que apresentam os sintomas, pois eles revelam os conflitos e dificuldades com que elas freqüentemente se deparam na vida cotidiana.
Como pesquisador metafísico, tenho investido toda minha atenção na descoberta das origens metafísicas dos problemas que afetam o corpo. Venho realizando esse trabalho há mais de seis anos, ministrando cursos sobre este tema e dando orientações em meu programa semanal na Rádio Mundial FM (95,7, todas as quartas-feiras, das 9 às 10 da manhã). Minhas orientações sobre as doenças e a necessidade do paciente realizar um trabalho interior têm sido praticadas por aqueles que me solicitam e os resultados têm sido surpreendentes. O sucesso desse trabalho deve-se à grande verdade contida naquilo que é apontado para as pessoas, pois atinge o principal foco de conflito vivenciado em suas vidas. Já lancei o primeiro volume de uma obra elaborada com o objetivo de explicar a causa metafísica das principais enfermidades que afetam os órgãos do corpo. O livro foi publicado em parceria com Luiz Antonio Gasparetto, intitulado Metafísica da Saúde (Editora Vida & Consciência).
Por que adoecemos?
A doença é um processo orgânico que se instala em corpos debilitados. Por exemplo: uma infecção provocada por agentes transmissores. Os mecanismos que desencadeiam as moléstias são devidamente traçados pela medicina, mas existe uma grande margem para o questinamento: por que muitas pessoas têm contato com o mesmo vírus e só algumas são contagiadas? A vulnerabilidade do sistema imunológico, que permite a proliferação dos agentes invasores, ocorre devido a uma condição interna desestabilizada. Cada distúrbio orgânico decorre de um conflito emocional, que a metafísica da saúde aponta com precisão, compreendendo, portanto, o que está acontecendo com a pessoa para seu corpo adoecer.
O corpo não altera seu metabolismo ou apresenta fragilidade de um órgão de maneira aleatória - tudo ocorre devido a uma condição conflitante do ser que habita o organismo. Nós todos somos individualidades manifestando-se na esfera física, animando um corpo com muitos órgãos e uma infinidade de funções biológicas. A metafísica da saúde tem como principal objetivo identificar os conflitos que desencadearam determinado mal físico. É importante compreender que cada pessoa é uma individualidade à parte, mas somos muito parecidos nas dificuldades e conflitos que enfrentamos.
Cada um de nós está vivenciando situações que visam desenvolver os potenciais do nosso ser. Muitos apresentam conflitos entre a vontade de realizar ou não alguma coisa, ou mesmo de expressar seus medos, insegurança, incertezas etc. Geralmente isso ocorre devido pela falta de autovalorização, pela baixa estima, pela negação de si próprio no meio em que habita. As pessoas sufocam suas vontades, mas não as perdem. Pode-se dizer que, mesmo não realizando o que gostariam, elas continuam sentindo o desejo, e este permanece tão reprimido que nem elas mesmas se dão conta de sua existência. O mesmo ocorre com os potenciais latentes no ser: eles podem ser reprimidos, mas nunca os perdemos.
O fato de continuar existindo um foco de vontade gera impulsos que mobilizam a bioenergia do corpo para sua manifestação. Esse processo é interrompido pelos bloqueios estabelecidos no universo psicológico e cria os conflitos que, metafisicamente, são o foco desencadeador das doenças no corpo. Em resumo esse processo interno provoca os distúrbios fisiológicos no corpo e é a causa metafísica das doenças.
Visão holística

A metafísica compreende o ser como um todo. A alma mobiliza os fenômenos psíquicos e do inconsciente brotam as emoções. Portanto, não se pode conceber que o foco do conflito seja puramente psicológico. As repressões estabelecidas por conceitos e valores absorvidos durante a vida não são a principal causa dos males físicos, mas sim os sentimentos nocivos que as pessoas cultivam em seu interior, como mágoas, ressentimentos, etc. Existem ainda as condições de autodepreciação, como falta de amor próprio, etc. Essas posturas internas desencadeiam mecanismos psicológicos e figuram entre as principais causas dos males orgânicos. A metafísica da saúde oferece uma visão holística dos mecanismos psicossomáticos. O corpo é o veículo de manifestação do ser e o referencial de expressão dos potenciais da alma. Cada parte do corpo reflete um conteúdo espiritual. Quando preservamos essas condições internas nós mantemos a saúde.
Vejamos agora, de forma resumida, o que alguns sistemas do corpo representam metafisicamente:
Sistema Respiratório: capacidade de interação com o ambiente. A saúde desse sistema é mantida quando a pessoa interage bem com o meio onde vive, sentindo-se parte integrante dele. Em geral, problemas respiratórios refletem as dificuldades para se inteirar com a vida e expressar-se diante das pessoas ao redor.
Sistema Circulatório: capacidade de fluir pela vida, fazer aquilo que a pessoa tem vontade, de modo a não gerar desarmonia no ambiente. Realizar tudo que for necessário para bem viver, para manifestar as idéias e realizar os objetivos. De modo geral, as doenças cardiovasculares refletem a maneira indevida com que as pessoas conduzem sua vida. Elas não preservam aquilo que brota do seu ser, reprimem-se diante dos obstáculos, ou ainda, substituem seu valores básicos, passando a viver em função de objetivos que não são verdadeiramente importantes ao seu ser.
Sistema Urinário: reflete o âmbito da parceria e relacionamento. É o referencial da habilidade de se relacionar: manifestar sentimentos, estabelecer laços afetivos e promover uma convivência feliz. A pessoa que apresenta complicações renais encontra muita dificuldade para estabelecer relacionamentos harmoniosos em sua vida.
Cada órgão que integra os sistemas do corpo possui uma representação metafísica. Conseqüentemente as doenças têm um fator emocional desestabilizado. Uma vez reparado o problema, através da consciência metafísica, a pessoa obterá condição internas favoráveis a sua completa recuperação.
(Matéria publicada na Revista Terapias Holísticas
Ano I - Nº 02 - sessão Energia & Mente - págs. 32 à 37)

PEGADAS NA AREIA

ORAÇÃO DE SÃO FRANCISCO Padre Marcelo Rossi Paz Sim Violência Não

TENHAMOS SEMPRE AMÃO ESSA ORAÇÃO DE FORÇA E PODER.

Oração de São Francisco

Padre Marcelo Rossi

PARTE FALADA:
Senhor, fazei-me um instrumento de Vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor.
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão.
Onde houver discórdia, que eu leve a união.
Onde houver dúvida, que eu leve a fé.
Onde houver erro, que eu leve a verdade.
Onde houver desespero, que eu leve a esperança.
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria.
E onde houver trevas, que eu leve a luz.
PARTE CANTADA:
Onde há dúvida, que eu leve a fé.
Onde há ódio, que eu leve o amor.
Onde há ofensa, que eu leve o perdão.
Onde há discórdia, que eu leve a união.
Onde houver erro, que eu leve a verdade.
Onde houver desespero, que eu leve a esperança.
Onde houver trevas, que eu leve a luz.
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria, a, a, a...
Senhor, fazei de mim um instrumento de Vossa paz (4x).
Ó mestre, que eu não busque tanto
Ser consolado, mas consolar.
Ser compreendido, mas compreender.
Ser amado, mas amar.
Porque é dando que se recebe.
É esquecendo que se encontra.
E é perdoando que se encontra o perdão.
E é morrendo que se ressuscita para a Vida Eterna, a, a, a...
Senhor, fazei de mim um instrumento de Vossa paz (4x).

Quando precisares de paz ,ore com fé que maravilhas te sucederão.

Prece de Cáritas
 
     
Deus, nosso Pai, que sois todo Poder e Bondade, dai a força àquele que passa pela provação, dai a luz àquele que procura a verdade; ponde no coração do homem a compaixão e a caridade! 
Deus, Dai ao viajor a estrela guia, ao aflito a consolação, ao doente o repouso. 
Pai, Dai ao culpado o arrependimento, ao espírito a verdade, à criança o guia, e ao órfão o pai!

Senhor, que a Vossa Bondade se estenda sobre tudo o que criastes. Piedade, Senhor,  para aquele que vos não conhece, esperança para aquele que sofre. Que a Vossa Bondade permita aos espíritos consoladores derramarem por toda a parte, a paz, a esperança, a fé.
Deus! Um raio, uma faísca do Vosso Amor pode abrasar a Terra; deixai-nos beber nas  fontes dessa bondade fecunda e infinita, e todas as lágrimas secarão, todas as dores se acalmarão. 
E um só coração, um só pensamento subirá até Vós, como um grito de reconhecimento e de amor.

Como Moisés sobre a montanha, nós Vos esperamos com os braços abertos, oh Poder!, oh Bondade!, oh Beleza!, oh Perfeição!, e queremos de alguma sorte merecer a Vossa Divina Misericórdia.
Deus, dai-nos a força para ajudar o progresso, afim de subirmos até Vós; dai-nos a caridade pura, dai-nos a fé e a razão; dai-nos a simplicidade que fará de nossas almas o espelho onde se refletirá a Vossa Divina e Santa Imagem.
Assim Seja.
A prece, denominada De Cáritas, tem sido querida e contritamente orada por várias gerações de espíritas.
CÁRITAS era um espírito que se comunicava através de uma  das grandes médiuns de sua época - Mme. W. Krell - em um grupo de Bordeaux (França), sendo ela uma das maiores psicografas da História do Espiritismo, em especial por transmitir poesia (que se constitui no ácido da psicografia), da lavra de Lamartine, André Chénier, Saint-Beuve e Alfred de Musset, além do próprio Edgard Allan Poe. Na prosa, recebeu ela mensagens de O Espírito da Verdade, Dumas, Larcordaire, Lamennais, Pascal, e dos gregos Ésopo e Fenelon.
A prece de Cáritas foi psicografada na noite de Natal, 25 de dezembro, do ano de 1873, ditada pela suave Cáritas, de quem são, ainda, as comunicações: "Como servir a religião espiritual"e "A esmola espiritual".
Todas as mensagens que Mme. W. Krell psicografada em transe, e, que chegaram até n;os, encontram-se no livro Rayonnements de la Vie Spirituelle, publicado em maio de 1875 em Bordeaux, inclusive, o próprio texto em francês (como foi transmitido) da Prece de Cáritas.
(Extraído publ. EDICEL)

Nosso Lar O Filme - Trailer Oficial - NOVO

VAMOS DEIXAR QUE ESSES VIDEOS TRAGEM CONHECIMENTO.

LOGO ,LOGO ESTAREMOS PODER ASSITIR O FILME NOSSO LAR, QUE MENSAGEM LINDA,PODEMOS TAMBÉM LER O LIVRO COM O MESMO NOME, E TEMOS QUE AGRADECER AS PESSOAS QUE ESTÃO ENVOLVIDAS E COLOCANDO A NOSSA DISPOSIÇÃO INFORMAÇÕES TÃO PRECISOSAS.OBRIGADUUU  A TODOS VOCES IRMÃO NA LUZ.

Exercício do Eu Sou Meu

AVE MARIA - UMA ORAÇÃO PARA MARPE

Mantra da Alma

Resgatando seu Poder pessoal e auto-estima

Mestres Ascensionados e os 7 raios

Limpeza da Aura

Anjos

Física Quantica- Sistema de Crenças

Física quântica aplicada à era da consciência

Leis Universais

Cristina Cairo - DVD Linguagem do Corpo e as Leis Universais

Linguagem do Corpo: Cristina Cairo

9 dicas para diminuir a ansiedade

Ansiedade.wmv

Problemas de coluna Metafísica e Cromoterapia data 24 de set de 2009.wmv

Gripe_0001.wmv

Obesidade e magreza.wmv

Dor de cabeça ou enxaqueca.wmv

Ansiedade.wmv

Salmos 91

niguem vem a esse mundo por acaso

Um video que mudará sua vida

LEI DA ATRAÇÃO UNIVERSO A SEU FAVOR

O Universo conspirando à seu favor

LEI DA ATRAÇÃO-VOCÊ É PURO PODER!

As Leis da Riqueza

O Poder da Declaração

Como mudar a realidade

Poder do Pensamento

Por que estou estacionado?

Dr. Lair Ribeiro - O Sucesso Não Ocorre Por Acaso (parte 01/10)

Magical Healing Mantra: Om Mani Padme Hum