sábado, 30 de abril de 2011


Esther Hicks

Autoajuda

A experiência da canalização

As pessoas me perguntam frequentemente “Esther, como é para você?
Como é a experiência dos Abraham para você?”.

Quando Jerry e eu começamos nosso trabalho com os Abraham, de vez em quando nós ouvíamos falar das experiências dos outros com a interação deles com as “entidades não-físicas”.
E como as deles raramente pareciam se igualar com as que eu estava tendo com os Abraham, eu perguntava aos Abraham:
“Por que eles contam estas mentiras?"

Os Abraham respondiam, de novo e de novo:
“Não compare sua experiência com a de ninguém.
Pois não há duas iguais”.

Assim, já que você pergunta tão freqüentemente, lhe explicarei isto a partir de minha perspectiva, mas você tem que prometer não comparar às experiências de outros ou com sua própria experiência, porque eu realmente vim a entender que não há dois de nós tendo a mesma experiência.

Quando me levanto na plataforma no começo de cada segmento de seminário, estou ciente de você a partir de minha perspectiva.
Reconheço meus amigos.
Estou ciente de sua excitação e, às vezes, de sua frustração.
Vejo suas faces.
E sinto meu sentido habitual de consciência do eu porque meus cabelos nunca ficam do jeito como eu queria que eles ficassem.
(Estou trabalhando nisto) (Não melhorando o cabelo, mas não me preocupando se não o faço).

Quando fecho meus olhos para convidar os Abraham a se unirem a nós, sempre digo em minha mente "Abraham, estou pronta se vocês estiverem.
Quero falar claramente, suas palavras”.

E naquele momento um sentimento amistoso, amoroso, calmo, se move através de mim e um sentido de absoluto Bem-estar me envolve.
É uma sensação que desejo para todo mundo no planeta.
Deve ser o que o absoluto Bem-estar é.
Deve ser o que a felicidade é.
Parece-se como amor líquido.

Quando os Abraham abrem meus olhos e se dirigem ao grupo, toda a consciência de mim desaparece.
Um sentimento de alegria, confiança, avidez, e compreensão de todas as coisas me transpassam, e minhas próprias palavras me acariciam como se fluíssem através de mim.

Embora eu ouça cada palavra que vem de minha boca, não estou no modo de escutar.
É muito mais uma experiência de sentimento para mim, do que qualquer outra coisa. É um sentimento poderoso, interessante e divertido.

Quando os Abraham olham através de meus olhos, você se parece diferente de quando eu o olho.
O lugar é mais sobre luz e sombras do que as coisas que meus próprios olhos geralmente vêem.
Quando os Abraham escolhem, da multidão, e seleciona você do grupo, não tenho nenhuma consciência visual da pessoa que eles escolheram.
É como se aquela pessoa se acendesse.

Os Abraham estão escolhendo em resposta à Energia, ao invés da mão que está balançando agitadamente para chamar a atenção deles.

E, é claro, não tenho nenhum modo de saber qual é a completa consciência dos Abraham sobre os indivíduos no grupo, pois tenho senso de que estou traduzindo, mas uma pequena fração dela a cada vez.

Sei disto quando você está sentado na “cadeira da responsabilidade”* em que você tem a atenção integral dos Abraham.
E amo o sentimento de amor e compreensão deles que fluem através de mim em resposta a você.

Em mais cem páginas, eu não poderia definir adequadamente esta experiência surpreendente com os Abraham.
Mas, por favor, saiba quão abençoada eu me sinto por ser uma parte deste extraordinário processo.
Nós amamos muito você e somos gratos por cada dia que nós, e você, e os Abraham, estamos tendo esta prazerosa experiência co-criativa.

Nosso amor,
Jerry & Esther

Do Boletim Trimestral, Abr/Maio/Jun/2001
(A Message from Jerry & Esther: Apr/May/Jun 2001)
Publicado em http://www.abraham-hicks.com/journal.php?eid=351
Tradução: Luciene Lima, Sao Paulo, SP, Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário