domingo, 19 de setembro de 2010

CURSO MENTE PROSPERA 8 LIÇÃO.

Agora vamos à leitura:

Capítulo 8 - Pensando de Certa Maneira

Voltando ao capítulo 6 e lendo outra vez a história do homem que deu forma à imagem mental de sua casa, você começará a ter uma idéia justa da etapa inicial para começar a ficar rico. Você deve dar forma a uma imagem mental específica e definitiva do que você quer. Você não pode transmitir uma idéia a menos que você próprio a tenha.

Você deve ter antes que você possa dar, e muitas pessoas não imprimem o pensamento na substância porque tem somente um conceito vago e confuso das coisas que querem fazer, ter, ou se tornar. Não é o bastante você ter um desejo geral de riqueza, e ficar bem com isso. Todos têm esse desejo. Não é o bastante você ter um desejo de viajar, ver coisas, viver mais, etc. Todos têm esses desejos também. Se você fosse emitir uma mensagem a um amigo, você não emitiria as letras do alfabeto em sua ordem e o deixaria montar a mensagem para si, nem escolheria palavras aleatórias no dicionário. Você emitiria uma sentença coerente, uma que significasse algo.

Quando você tentar imprimir o seu desejo na substância pensante, lembre-se que deve ser feita uma indicação coerente. Você deve saber o que quer, e ser específico e definitivo. Você pode nunca enriquecer ou usar o poder da ação criativa, emitindo pensamentos disformes e desejos vagos.

Insista sobre seus desejos como o homem que eu descrevi fez em sua casa. Veja apenas o que você quer e crie uma imagem mental clara e específica de como você a deseja quando a tiver. Mantenha essa imagem mental clara continuamente em sua mente. Como o marinheiro tem na mente o porto para o qual dirige o navio, você deve manter-se voltado para seu objetivo todo o tempo. Você não deve mais perder isso de vista, assim como o timoneiro, que não perde a bússola de vista.

Não é necessário fazer exercícios de concentração, tirar horas especiais para reafirmar o pedido, nem "ficar em silêncio", nem fazer façanhas misteriosas de qualquer tipo. Algumas destas coisas são bastante úteis, mas tudo que você necessita é saber o que você quer e querer tanto a ponto de que permaneça em seus pensamentos. Use seu tempo de lazer para contemplar sua imagem tanto quanto puder. Ninguém precisa de exercícios de concentração para ter em mente uma coisa que queira realmente. São as coisas com que você não se importa realmente que requerem esforço para manter sua atenção nelas.

E, a menos que você queira realmente ficar rico, de forma que o desejo de enriquecer seja forte o bastante para manter seus pensamentos direcionados para este fim, como o pólo magnético prende a agulha da bússola, será de pouco valor para você realizar as instruções dadas neste livro. Os métodos determinados aqui são para as pessoas cujo desejo de riqueza é forte o bastante para superar a preguiça mental e o marasmo, para fazê-los funcionar.

Quanto mais específica e definitiva for sua imagem, mostrando todos os seus belos detalhes, mais você incide em seu desejo e mais forte ele será. E quanto mais forte seu desejo, mais fácil será manter sua mente na imagem que você quer. Entretanto, algo mais é necessário, do que meramente ver a imagem claramente, pois se isto fosse tudo a fazer, você seria somente um sonhador, e teria quase nenhum poder de realização.

Atrás de sua visão deve estar o propósito de realizá-la, de trazê-la para a expressão tangível. E atrás deste propósito deve haver uma, invencível e inabalável, FÉ de que a coisa já é sua, já está na sua mão e é só apossar-se dela. Viva na nova casa, mentalmente, até que tome forma em torno de você fisicamente. Aprecie, no mundo mental, todas as coisas que você quer. "Quaisquer que sejam as coisas que peças em oração, vós as recebereis, e as tereis", conforme falou Jesus.

Veja as coisas que você quer como se estivessem realmente em torno de você, a toda a hora. Veja-se como possuindo e usando-as. Use-as em sua imaginação assim como você as usará quando forem possessões tangíveis.

Incida na sua imagem mental até que esteja clara e distinta, e tome então a atitude mental de posse de tudo nesta imagem. Tome posse dela mentalmente, na plena fé que é realmente sua. Prenda-se a esta posse mental. Não vacile por um instante, na fé que é real. E lembre-se do que foi dito no capítulo anterior, sobre a gratidão: Seja tão agradecido por suas posses agora, como o será quando elas tomarem forma. A pessoa que pode sinceramente agradecer a Deus pelas coisas que tem ainda na imaginação, possui realmente fé. Enriquecerá. Causará a criação de tudo que quer.

Não é necessário pedir o que se quer repetidamente, nem falar a Deus sobre isso a cada dia. Sua parte é formular inteligentemente seu desejo para as coisas que farão sua vida melhor, e organizar este desejo em uma totalidade coerente, e então imprimir este desejo finalizado na substância amorfa, que tem o poder e a vontade para trazer o que você quer.

Você não faz esta impressão repetindo as palavras; você a fará atendo-se à visão com o inabalável PROPÓSITO de alcançá-la e com a FÉ constante de que você a alcançará. A resposta ao pedido não vem de acordo com sua fé quando você fala, mas de acordo com sua fé quando você trabalha.

Você não pode impressionar a mente de Deus tirando um dia especial para dizer-lhe o que você quer, e então se esquecendo dele durante o resto da semana. Você não pode transmitir nada tendo horas especiais de entrar no armário e rogar por isso, isso distrai você do objetivo, até que a hora da oração venha outra vez.

Orar é bom e tem seus efeitos, especialmente sobre você, por esclarecer sua visão e reforçar sua fé, mas não são seus pedidos orais que trazem o que você quer. Para enriquecer você não precisa de uma "doce hora de orações", e sim de "orar continuamente". E por orar eu quero dizer, manter firmemente a sua imagem, com o objetivo de causar sua criação na forma concreta, e a fé que você está fazendo isso. "Acredite e receberá".

Uma vez que você formou claramente a sua imagem, a matéria inteira torna-se receptiva, para acolhê-la. Quando você lhe der forma, é bom fazer uma oração, dirigida ao supremo, em gratidão. Então, a partir desse momento você deve, mentalmente, receber o que você quer.

Viva na sua nova casa, vista roupas elegantes, dirija o automóvel, faça sua jornada, e confiantemente, planeje-se para viagens maiores. Pense e fale de todas as coisas que você pediu em termos de posse atual e real. Imagine o ambiente e a condição financeira exatamente como você os quer, e viva todo o tempo nesse ambiente imaginário, até que estas condições financeiras se façam na forma física.

Perceba, entretanto, que você não o faz como um mero sonhador ou construtor de castelos de areia. Prenda-se à FÉ de que o imaginário está sendo realizado e ao seu PROPÓSITO para realizá-lo. Lembre-se que é a fé e o propósito no uso da imaginação que fazem a diferença entre o cientista e o sonhador. E tendo aprendido este fato, está na hora de você deve aprender o uso apropriado da força de vontade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário