domingo, 19 de setembro de 2010

CURSO MENTE PROSPERA LIÇAO 9.

Agora vamos à leitura:


Capítulo 9 - Como Usar a Força de Vontade

Para começar a ficar rico de uma maneira científica, você não tenta aplicar sua força de vontade em nada que esteja fora de você mesmo. Você não tem direito de fazer isso, de forma alguma. É errado tentar influenciar outros homens e mulheres a fim de induzi-los a fazer o que você deseja.

É totalmente errado coagir pessoas pelo poder mental como o é coagi-las pelo poder físico. Pessoas compelidas pela força física a fazer coisas para você serão reduzidas a escravas, e compeli-las por meios mentais é exatamente a mesma coisa; a única diferença está nos métodos. Tomar as coisas das pessoas pela força física é roubo, tomá-las pela força mental é roubo também. Não há nenhuma diferença de princípios.

Você não tem nenhum direito de usar sua força de vontade em uma outra pessoa, mesmo que seja para o seu próprio bem. Você não sabe o que é bom para ela. A Ciência Para Ficar Rico não requer a aplicação de poder ou força a nenhuma outra pessoa, de forma alguma. Não há a mínima necessidade de fazer isso. Certamente, toda tentativa de usar a sua força de vontade nos outros tenderá somente a malograr seus propósitos.

Você não precisa aplicar sua força de vontade às coisas, a fim de compeli-las a vir até você. Isso simplesmente seria tentar coagir Deus e seria bobo e inútil. Você não tem que tentar compelir Deus a dar-lhe coisas boas, assim como não tem de usar sua força de vontade para fazer o sol nascer. Você não tem que usar sua força de vontade para conquistar uma divindade hostil, ou para comandar forças rebeldes e inflexíveis. A substância é amigável a você, e está mais ansiosa para dar mais a você do que você está para receber. Para enriquecer, você precisa usar sua força de vontade somente em você mesmo. Quando você sabe o que pensar e fazer, você deve usar sua força de vontade para compelir-se a pensar e fazer as coisas certas. Este é o uso legitimo da força de vontade para ter o que você quer - usá-la para manter-se no curso certo. Use sua força de vontade para manter-se pensando e agindo de uma certa maneira.

Não tente projetar sua força de vontade, seus pensamentos, ou sua mente para o espaço exterior para "agir" sobre coisas ou em pessoas. Mantenha sua mente em "casa". Ela pode realizar mais lá do que em qualquer outra parte. Use sua mente para formar uma imagem mental do que você quer e para manter essa imagem com fé e propósito. E use sua força de vontade para manter sua mente trabalhando de uma certa maneira. Quanto mais constantes e contínuos forem sua fé e propósito, mais rapidamente você ficará rico porque fará somente impressões POSITIVAS na substância, e não as neutralizará nem as deslocará com impressões negativas.

A imagem de seus desejos, presa à fé e ao propósito, é captada pela substância amorfa, e a permeia por grandes distâncias, por todo o universo. Quando esta impressão é espalhada, todas as coisas movem-se para a sua realização. Cada coisa viva, cada coisa inanimada, e as coisas ainda não criadas, são movidas para fazer o que você quer. Toda força começa a ser exercida nesse sentido. Todas as coisas começam a se mover para você. As mentes das pessoas em toda parte são influenciadas para fazer coisas necessárias a cumprir seus desejos, trabalhando para você, inconscientemente.

Mas você pode estragar tudo colocando uma impressão negativa na substância amorfa. Dúvida ou descrença certamente desencadeará um movimento contrário a você assim como a fé e o propósito devem começar um movimento em direção a você. É a falta de compreensão disto que faz a maioria de pessoas falhar. Cada hora ou momento que você perde atendo-se às dúvidas e medos, cada hora que você gasta na preocupação, cada hora em que sua alma é tomada pela descrença, firma-se uma corrente contra você em todo o domínio da substância inteligente. Todas as promessas estão naqueles que acreditam, e tão somente neles.

Já que acreditar é tão importante, cabe a você vigiar seus pensamentos e, como sua opinião será formada, em grande parte, por coisas que você observa e pensa, é importante que você vigie com cuidado o que vai dar sua atenção. E aqui a vontade incide na prática, porque é por sua vontade que você determina em que coisas prestar atenção.
E se você quer ficar rico, você não deve observar a pobreza. As coisas não se formam, pensando-se em seus opostos. Não se pode alcançar a saúde estudando ou pensando na doença; a retidão não pode ser promovida estudando ou pensando em pecado; e ninguém enriquece estudando e pensando na pobreza.

A medicina, como a ciência da doença aumentou a doença; a religião como a ciência do pecado promoveu o pecado, e a economia porque é um estudo da pobreza encherá o mundo com a miséria e necessidade. Não fale sobre a pobreza, não a investigue, ou relacione-se com ela. Nunca se preocupe com suas causas; você não tem nada com isso. O que toca a você é a cura.

Não perca seu tempo nas chamadas campanhas de caridade ou trabalhos de caridade; na sua maioria a caridade tende somente a perpetuar a miséria que tenta erradicar. Eu não digo que você deva ser desumano e cruel, e recuse a ouvir o grito da miséria, mas você não deve tentar erradicar a pobreza com as formas convencionais. Ponha a pobreza longe de você, e ponha tudo que lhe é pertinente longe de você, e "faça o melhor".

Fique rico. Esta é a melhor maneira de você poder ajudar os pobres. E você não pode ater-se à imagem mental que deve lhe tornar rico, se você encher sua mente com os retratos da pobreza e de todos seus problemas. Não leia livros ou papéis que dão atenção circunstancial à miséria, aos moradores de asilos, aos horrores do trabalho infantil, e assim por diante. Não leia qualquer coisa que encha sua mente com as imagens sombrias do sofrimento e da necessidade. Você não pode ajudar os pobres sabendo sobre estas coisas, e o conhecimento difundido delas não acaba com a pobreza. O que acaba com a pobreza não é guardar os retratos da pobreza em sua mente, mas ter os retratos da riqueza, abundância, e possibilidade nas mentes dos pobres.

Você não abandona os pobres em sua miséria quando você se recusa a permitir que entre em sua mente o retrato dessa miséria. A pobreza pode ser erradicada, não aumentando o número de pessoas bem-intencionadas que pensam na pobreza, mas aumentando o número de pessoas pobres que se proponham com a fé a enriquecer. Os pobres não necessitam de caridade;necessitam de inspiração. A caridade dá-lhes somente o pão para mantê-los vivos em sua miséria, ou dá-lhes um entretenimento para fazê-los esquecer disso por uma hora ou duas. Mas a inspiração pode fazer com que saiam de sua miséria. Se você quiser ajudar aos pobres, mostre-lhes que podem se tornar ricos. Prove, ficando rico você mesmo.

A única maneira de a pobreza ser banida para sempre deste mundo será tendo um grande, constante, crescente número de pessoas praticando os ensinamentos deste livro. As pessoas devem ser ensinadas a tornarem-se ricas pela criação, não pela competição.

Toda pessoa que fica rica pela competição derruba a escada pela qual subiu, e derruba os outros, mas cada pessoa que fica rica pela criação, abre caminho para que milhares a sigam - e as inspira a fazer isso. Você não está mostrando dureza de coração ou má vontade quando você se recusa a ter piedade da pobreza, ver a pobreza, ler sobre a pobreza, pensar e falar sobre ela, ou escutar aqueles que falam sobre ela. Use sua força de vontade para manter sua mente FORA do assunto da pobreza e para mantê-la, com fé e propósito, na imagem do que você quer e está criando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário